Monday, November 21, 2005

Love

There are words voluptuous
as the flesh
in its moisture,
its warmth.

Tangible, they tell
the reassurances,
the comforts,
of being human

Not to speak them
makes abstract
all desire
and its death at last.

Amor

Há palavras voluptuosas
como a carne
na sua umidade,
seu calor.

Tangíveis, elas falam
das confirmações,
dos confortos,
de ser humano.

Não dizê-las
torna abstrato
todo desejo
e por fim sua morte.

ROBERT CREELEY

Tradução: Virna Teixeira, publicada na Pop Box

2 Comments:

Blogger Celso said...

Excelente este poema, Virna. Esplêndida a tradução. Há marcas nítidas da obra de Creeley na sua poesia. Ou estou vendo demais?

Saudações do Cárcere

1:13 PM  
Blogger virna said...

indeed. há sim. creeley ensina coisas.
um beijo

4:22 PM  

Post a Comment

<< Home